Jony desencanta e e conquista sua primeira vitória no Cachoeiras11 de abril de 2017

hacked

Depois de conseguir a terceira colocação em 2014 e a segunda em 2015, o curitibano Jony Jachtchechen retornou a União da Vitória e finalmente venceu o Enduro das Cachoeiras.

de

A 21ª edição da prova realizada neste domingo, 9 de abril,  reuniu 126 competidores dos três Estados do Sul disputando a 5ª e 6ª etapas do Campeonato Paranaense Pro Tork de Enduro de Regularidade e 3ª e 4ª etapas da Copa Motocar de Enduro de Regularidade. Anderson Rover venceu na sênior, Adilson Ribeiro na Over 40, Eduardo Dranka na Over 50, Ricardo Ranzan na Júnior, Altair Bordignon na Over 55, Celso Zagonel na Open e Rennan Sanzovo na Novatos.

A chuva deu trégua no fim de semana, o que facilitou consideravelmente a vida dos pilotos, pois, para não arriscar, a organização baixou a média horária a ser cumprida.

Fabiano Rossoni

“Havia trechos com médias apertadas, outras dentro do normal e alguns pontos de médias baixas. Mas o regularidade é isso”, relatou o piloto da máster Fabiano Rossoni, terceiro colocado na categoria.  Na segunda colocação ficou o o campeão do Cachoeiras de 2015 e líder da temporada Emerson “Bomba” Loth.

Jony Jachtchechen

Após quase 5h30min de percurso o vencedor no geral foi Jachtchechen que venceu a etapa da manhã e ficou em segundo com um ponto perdido de diferença em relação ao vencedor, Bomba.  “Venho vários anos andar aqui, sempre beliscando, mas dessa vez deu o primeiro lugar. Como as médias estavam relativamente baixas, você tinha que ter o controle total pra você não adiantar ou numa bobeira não atrasar, entrar no tempo certo, ficar prestando bastante atenção nesses detalhes. O Regularidade é isso. Não adianta só saber acelerar... tem que usar a cabeça para conseguir o melhor resultado. Enfim, estava legal a prova de hoje. Aqui é sempre bom andar”, relatou Jachtchechen que vai a 127 pontos no campeonato, atrás de Pérciles Dutra (128) que pontuou como organizador e 136 de Bomba.

Emerson "Bomba" Loth

Para o líder do certame, o Cachoeiras revelou ser uma competição que sempre merece respeito, por mais tranquila que possa parecer. “Foi uma prova difícil, qualquer erro cometido perdia posições. Infelizmente, cai na primeira prova e fiquei um pouco para trás. Mas foi um bom resultado, estou com nove pontos de vantagem na tabela. Agora é me preparar para a próxima, que acontece dia 21 de maio, em Guarapuava

Eduardo Hiert largou defendendo o título da prova e começou bem. Na primeira etapa da prova dividiu a liderança com Jony em pontos perdidos, mas no trecho decisivo abandonou devido a quebra da corrente.

Pela Copa Motocar Tiago Martins ficou em oitavo na prova, mas com a pontuação de organizador da etapa de abertura, lidera a categoria.

Pódio da Máster

Três participações, três vitórias!

Anderson Rover venceu na Novatos em 2014,  venceu a júnior em 2016 e agora venceu a sênior, com apenas 50 pontos perdidos, a segunda menor pontuação entre todos os participantes.

Anderson Rover

“Essa foi a minha terceira participação no Cachoeiras e a minha terceira vitória.  Esse ano a prova foi mais tranquila, mais light, sendo que havia alguns trechos que foi possível conduzir com bastante facilidade e por isso tantos PCs zerados. Aqui em União da Vitória as trilhas são muito generosas, exigindo uma pilotagem muito técnica. Hoje em função da condição do mau tempo da semana inteira como o pessoal relatou, eles preferiram reduzir as médias e preservar a integridade física dos pilotos. Acabamos conduzindo com média de chuva, mas como não choveu, facilitou um pouco. Porém como as trilhas são de alta, divertidas, a prova ficou muito legal assim mesmo.  No ano que vem provavelmente vou  mudar de categoria e quem sabe, participar da máster e conquistar mais uma vitória", disse o piloto.

Welliton da Silva

Em segundo no geral ficou o chapecoense Wellinton Silva que ficou em segundo na etapa da manhã e venceu na parte da tarde.  Os dois disputam a liderança da Copa Motocar, com vantagem para Rover por seis pontos sem descarte.

Clécio Hiert

Clécio Hiert ficou em terceiro, sendo assim o melhor entre os pilotos que disputam o Campeonato Paranaense.

Pódio da Sênior

A menor pontuação

Adilson dos Santos

Adilson Ribeiro dos Santos venceu a Over 40, sendo o piloto com a menor pontuação perdida da prova: 32 pontos ou 15 e 17 pontos por etapa! Com essa dupla vitória nas etapas Adilson desempatou com Paulo Polonio a liderança do Campeonato Paranaense.  Paulo ficou em terceiro no geral da prova com a terceira e sétima colocações. Em segundo ficou Lessandro Alberini. 

Marcos Marjovan acelerou como organizador

Pela Motocar a liderança passou às mãos de Marcos Marjovan, que pontuou como organizador.

Pódio da Over 40
Eduardo Dranka

Na Over 50 Eduardo Dranka conseguiu subir pela primeira vez no alto do pódio de um Cachoeiras, resultado que comemorou com muito entusiasmo. “No Cachoeiras foi a primeira vitória. Já vim uma porção de vezes aqui, mas hoje, graças a Deus, hoje foi bem e consegui ser o primeiro.  Com a média baixa de hoje tivemos que ter mais atenção, simplesmente para não pegar adianto. Mas estava bem legal, trilhas limpas, aliás, bastante trilha. Acho que foi válido e todos estão de parabéns”, falou Dranka.

Paulo Prigol

Em segundo ficou Gilberto Balbinot, seguido de Paulo Prigol, que venceu a etapa da tarde.

Tetracampeão Brasileiro de Enduro de Regularidade (1997, 1998, 1999 e 2000), bicampeão do Enduro da Independência (1998 e 1999), campeão da categoria Marathon no Rally Internacional dos Sertões (2000), e vencedor do Cachoeiras na categoria Máster em três edições, o catarinense Dário Schrull voltou a pilotar em União da Vitória depois de quase 15 anos, ficando na quarta colocação da prova.

Dário Schrull

“É um prazer volta aqui. Fiquei 12 sem andar e há dois voltei a pilotar. Hoje estou andando para me divertir. Mais uma vez a prova foi muito bem organizada, acontecendo mesmo com toda essa chuva que deu, trilhas muito bem escolhidas, lisas como a gente gosta... Infelizmente fiz dois errinhos hoje e joguei a chance de vitória fora, mas o pessoal todo está de parabéns”, disse Dário que representa muito bem a longevidade que se pode ter na prática do Enduro de Regularidade. “Estou com 53 anos. Meu auge foi no final dos anos 90, início dos anos 2000, e hoje eu ando para curtir... e fico muito contente em poder participar em prova como essa”, completou o campeão brasileiro.

Pódio da Over 50

Outro velho conhecido das trilhas dos Cachoeiras, Altair Bordignon conquistou mais uma vitória. “Eu gosto de andar no barro e aqui eu me dou bem. É a minha quarta vitória:  ganhei na Over 40 duas vezes, ganhei na Over 50 e agora que estou ficando velho ganhei na Over 55. Pela manha as trilhas estavam mais lisas e mais justas, pura navegação. De tarde as trilhas mais abertas e menos navegação... a prova era mais pra frente. Pode ver que a maioria dos pilotos perdeu menos pontos a tarde, ou seja nivelou por baixo. Mas no geral, foi uma prova de navegação e que testou essa habilidade dos competidores”, revelou Bordignon.

Altair Bordignon
Pódio da Over 55

Nas classes Júnior, Open e Novatos o pódio também foi todo completado por pilotos da Copa Motocar.

Ricardo Ranzan

Ricardo Ranzan venceu as duas etapas na classe Júnior, com Luciano Provin em segundo no geral, seguido de perto por Felipe Sutili. Ricardo também lidera a Motocar. Pelo Paranaense o melhor resultado foi de Fabiano Valle, líder da competição.

Luciano Provin
Pódio da Júnior

Na Open o piloto de Pinhalzinho/SC, Celso Zagonel, venceu as duas etapas, fechando a prova com a quinta parte de pontos perdidos do segundo colocado, André Provin. Zagonel lidera a Copa Motocar com vitória em todas as etapas disputadas.

Celso Zagonel
André Provin

Assim como na etapa inicial da Motocar em Chapecó, a categoria Novatos surpreendeu pelo número de 40 competidores inscritos.

No centro e sem capacete, Rennan aguardava para seguir rumo a mais uma vitória

No final Rennan Sanzovo venceu novamente, mas desta vez com Rodrigo Cavali em segundo vencendo a etapa inicial da prova, e Daniel Folador fazendo o terceiro e segundo lugares nas etapas, e assim o terceiro lugar no geral da prova.

Luis de Souza

Entre os pilotos que disputam o Paranaense, duelo entre Luis Gustavo de Souza e Denilson Barcik, que lidera o campeonato na categoria.

Pódio da Novatos
Organizadores do Enduro das Cachoeiras 2017

O Enduro das Cachoeira fazendo história

O Enduro das Cachoeiras 2017 integrou a programação das festividades dos 127 anos da cidade. A prova já é uma tradição de União da Vitória. Hoje o envolvimento da população em geral, infelizmente, é muito menor se comparado ao tempo que a prova era apurada através dos PCs com aferição manual. Um “pecezeiro” levava consigo mais uma meia dúzia de amigos e ou familiares e passavam o dia no mato, envolvidos na tarefa de pegar a passagem dos pilotos, assar uma carne e beber uma cerveja... ordem de prioridade que nem sempre seguia essa sequência, mas enfim! Com a apuração eletrônica tudo mudou, mas a organização do Cachoeiras continua empenhada em envolver a população local, a exemplo do que tem sido feito com os neutralizados principais sempre acontecendo na sede das comunidades do interior onde os moradores podem, além de ter contato mais próximo com toda a caravana da competição, auferir algum retorno financeiro para aquela comunidade através da venda dos lanches, almoços, etc.

Nhoato (Gabinete), Coas (Motoclube), Santin (Pref) e Brugnago (Câm. Vereadores)

No recente período eleitoral, uma das propostas de governo do atual prefeito Santin Roveda, foi a de incentivar o desenvolvimento das práticas esportivas, afim de tornar União da Vitória uma cidade conhecida pelos esportes radicais e do turismo de aventura. E ao que tudo indica, parece que ações caminham nesse sentido. “Fico muito satisfeito com o movimento da sociedade em geral de União da Vitória, que está empenhada em fazer os eventos acontecerem. Muita gente de fora, pessoal do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná em peso aqui movimentando a cidade durante dois dias. Para nós é um orgulho que eles que vieram de fora, são testemunhas das belezas e riquezas naturais e do potencial de União da Vitória. É notável o prazer que a população local tem em atender e receber os visitantes, o que seduz todos aqueles que vem para cá. Para nós da administração é um prazer poder apoiar,  e não tenho dúvida que maiores e mais eventos como o Enduro das Cachoeiras serão feitos. Reitero que a Prefeitura será sempre parceira, tendo confiança no nosso taco, no potencial que as pessoas de União da Vitória tem e demonstram na realização de grandes eventos”, destacou Santin Roveda, o primeiro prefeito no início do seu mandato a comparecer, em 21 edições do Enduro das Cachoeiras, na largada e encerramento da prova. Foi um gesto simples, mas marcante.

Homenagem do Motoclube ao prefeito Santin...

O 21º Enduro das Cachoeiras foi uma realização do Motoclube de Porto União da Vitória, sob a supervisão da Federação Paranaense de Motociclismo, com o patrocínio da Pro Tork e  Ipiranga/Lubrificantes Ravanello, e apoio da Prefeitura de União da Vitória e Secretaria Municipal de Esportes, Hotel Riad e Hotel 10.

... e a Marcelo Ravanello, da Ravanello Lubrificantes / Ipiranga

Patrocínio:

Ravanello
Protork

Apoio:

Hotel 10
Prefeitura UVA
Hotel Riad

ORGANIZAÇÃO

Moto Clube

SUPERVISÃO

FPRM
Copa Motocar 2017